The Big Hand

A nossa abordagem

A nossa abordagem

Crianças educadas num ambiente saudável
vão mudar o mundo.

The Big Hand trabalha de acordo com as boas práticas da UNICEF, respeitando a Convenção sobre os Direitos da Criança adotada pelas Nações Unidas a 20 de Novembro de 1989.

A Convenção das Nações Unidas assenta em quatro pilares fundamentais, os quais constituem requisitos gerais para que todos os outros direitos das crianças se possam concretizar:

- a não discriminação;

- o interesse superior da criança;

- a sobrevivência e desenvolvimento;

- a opinião da criança.

The Big Hand é uma organização que promove o desenvolvimento comunitário centrado na criança com projetos que envolvam as crianças, suas famílias, comunidades, organizações e governos locais para que desta forma se provoquem mudanças positivas e sustentáveis.

Deste modo The Big Hand desenvolve os seguintes programas:

A - PROGRAMA DE APOIO À CRIANÇA

O Programa de apoio à criança visa dois grandes objetivos: 1) concorrer para a concretização do objetivo de desenvolvimento do milénio nº2 "Ensino primário Universal" e 2) promover o bem-estar das crianças que vivem em condições desfavoráveis, garantindo o seu acesso a educação e informação, cuidados de saúde e nutrição, a água e saneamento básico.

Deste modo, nas comunidades escolares onde atua, The Big Hand cria equipas que têm como objetivo salvaguardar os direitos da criança, informar e educar, bem como servir de apoio à direção da escola nas suas tarefas de gestão.

São exemplos das ações desenvolvidas:

A1 - Formação e dinamização de equipas pedagógicas;

A2 - Apoio e reforço escolar para as crianças com maiores dificuldades de aprendizagem;

A3 - Ateliês de expressão plástica e corporal;

A4 - Atribuição de material escolar;

A5 - Programa de nutrição e alimentar;

A6 - Formação sobre saúde e higiene;

A7 - Jogos tradicionais e desportivos;

A8 - Apoio aos professores.

B - PROGRAMA COMUNITÁRIO

O envolvimento da comunidade, o desenvolvimento de atividades direcionadas para os adultos, a mediação de conflitos e a criação de estratégias são aspetos fundamentais para garantir um processo de educação inclusivo da criança em risco.

Deste modo, nas comunidades onde The Big Hand atua, a equipa está atenta a todos os problemas e dificuldades que possam prejudicar o desenvolvimento da criança.

São exemplos das ações desenvolvidas:

B1 - Assembleias comunitárias;

B2 - Articulação de esforços para facilitar o acesso à escola das crianças;

B3 - Facilitar o acesso à água e saneamento;

B4 - Formação de adultos;

B5 - Mediação de conflitos.

C - EQUIPAMENTOS ESCOLARES

Ter uma escola com equipamentos escolares seguros, higiénicos e adequados às necessidades das crianças e dos professores é fundamental para garantir o sucesso do processo de ensino e aprendizagem.

Deste modo, nas comunidades onde The Big Hand atua, procuramos desenvolver atividades que garantam o acesso a melhores equipamentos escolares.

São exemplos das ações desenvolvidas:

C1 - Promoção de tecnologias de construção amigas do ambiente;

C2 - Ações de formação de mestres locais;

C3 - Construção de salas ecológicas;

D - NEGÓCIO SOCIAL ESCOLAR E COMUNITÁRIO

O Negócio Social Escolar visa garantir a sustentabilidade financeira do projeto de apoio às crianças e a manutenção dos equipamentos escolares criados. The Big Hand procura, assim, capacitar o conselho escolar e as associações locais para a implementação e gestão de negócios socias que permitam gerar o financiamento necessário para a manutenção do investimento social realizado pela Big Hand e respetivos parceiros.

Deste modo, nas comunidades onde The Big Hand atua, procuramos desenvolver atividades que garantam a rentabilização do esforço económico da população.

São exemplos das ações desenvolvidas:

D1 - Ações de formação sobre gestão;

D2 -Mediação de conflitos e criação de parcerias;

D3 -Acompanhamento e monitorização.

 

Objetivos Gerais (OG)

OG1-Concorrer para a concretização do objetivo de desenvolvimento do milénio nº.2: "Ensino primário universal";
OG2-Promover o bem-estar das crianças que vivem em condições desfavoráveis, garantindo o seu acesso a educação e informação, cuidados de saúde e nutrição, a água e saneamento básico.

Objetivos Específicos (OE)

OE1-Atrair estudantes (aumentar o acesso);
OE2-Melhorar as taxas de frequência;
OE3-Melhorar as taxas de retenção e conclusão;
OE4-Melhorar os resultados de aprendizagem;
OE5- Melhorar as taxas de nutrição;
OE6-Melhorar os indicadores gerais de saúde;
OE7-Melhorar o acesso a informação específica sobre doenças como HIV/SIDA;
OE8-Reduzir a prevalência de doenças como a cólera;
OE9-Melhorar as condições de acesso a água potável e a saneamento básico.

Metas (M)

M1-Proporcionar ambientes seguros, inclusivos e que acolham bem todas as crianças;
M2-Proporcionar ambientes de aprendizagem propícios, adaptando-os inclusivamente a crianças portadoras de deficiências físicas e mentais/deficiências de aprendizagem;
M3-Criar um sentido de comunidade no seio da escola (ethos institucional);
M4-Envolver os pais e a comunidade na escola (apoio e participação);
M5-Cultivar harmonia entre as escolas e as suas comunidades;
M6-Promover o bem-estar físico e emocional da criança;
M7-Garantir o acesso livre e regular a água e instalações de saneamento básico.